Informação redigida por Oxyion

Listeria: fortaleça seu plano de segurança alimentar com a Oxyion Technology

O problema em gerenciar a segurança de patógenos como a Listeria é um desafio diário que deve ser enfrentado com o apoio das principais ferramentas tecnológicas, como o serviço de purificação e sanitização oferecido pelas aplicações da Tecnologia Oxyion®.

Atualmente, Listeria monocytogenes é um dos maiores perigos para a segurança alimentar (até superando Salmonella) de acordo com a Rede Internacional de Autoridades de Segurança Alimentar (INFOSAN) - gerenciada pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) das Nações Unidas e pela Organização Mundial da Saúde (OMS).  

Listeria é considerada uma bactéria patogênica de grande preocupação para a saúde pública mundial. Nos EUA, as estimativas de custos gerais para infecções com Listeria pode ultrapassar US$ 1.000 bilhão por ano. De acordo com o Centro Nacional de Doenças Zoonóticas, Transmitidas por Vetores e Entéricas dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC). Neste país, a listeriose foi adicionada à lista de doenças de notificação obrigatória em 2001

Nos últimos dez anos, Listeria monocytogenes surgiu como um patógeno de grande importância no Chile, de acordo com um estudo publicado na Food Microbiology em 2020 (1) e a listeriose é uma doença de notificação obrigatória desde 2005

Na indústria global de alimentos, tem sido necessário inovar e realizar ações estratégicas para enfrentar os desafios da segurança alimentar diante do perigo de contaminação bacteriana dos alimentos com ListeriaPara o controle de Listeria monocitogeneÉ necessário que, em toda a cadeia alimentar, impeça a multiplicação desta bactéria no produto final. Tal controle requer uma abordagem abrangente, dada sua capacidade de habitar em todos os lugares (água, terra e ar), sua alta resistência aos métodos comuns de preservação e sua capacidade de sobreviver e crescer em temperaturas de refrigeração..

L. monocytogenes é um perigo microbiológico que um estabelecimento que fabrica produtos prontos para consumo (RTE) deve controlar por meio de seu plano de segurança alimentar ou prevenir no ambiente de processamento por meio de Procedimentos Operacionais de Saneamento precisos. Alimentos RTE são considerados adulterados se contiverem L. monocytogenes ou se entrarem em contato direto com uma superfície de contato com alimentos que esteja contaminada com a bactéria.
Existem abundantes evidências científicas de que a Listeria, além de formar biofilmes multiespécies, possui mecanismos de comunicação bacteriana para exercer ações conjuntas que favorecem sua sobrevivência e desenvolvimento em plantas alimentícias. Por exemplo, interações interespécies entre bactérias como L. monocytogenes e outras bactérias, como Pseudomonas spp. aumenta a capacidade desses patógenos de sobreviver, colonizar e se estabelecer no ambiente de processamento de alimentos. Reduzir o risco da presença de L. monocytogenes em alimentos (e seus ambientes de processo) é considerado um grande desafio estratégico para a indústria de alimentos, que deve desenvolver planos de segurança com ferramentas variadas e robustas para reduzir o risco.

A Oxyion, empresa com mais de 25 anos de experiência em purificação e sanitização ambiental para a indústria alimentícia, possui uma tecnologia única, baseada na geração de plasma gasoso de peróxido de hidrogênio e moléculas de oxigênio energizadas, que são produzidas por uma descarga de barreira dielétrica modulada (MDBD), capaz de eliminar vírus, fungos e bactérias, permitindo um controle microbiológico eficaz. Excelentes resultados foram obtidos na eliminação de Listeria em áreas de contaminação potencial onde a limpeza ou limpeza diária não cobre (por exemplo, evaporadores). (3,5), bem como seu controle nas superfícies de diversos alimentos (2, 4, 7).

A Tecnologia Oxyion, em geral, acoplada aos processos de alimentos frios, é não invasiva e de fácil instalação/operação, permitindo que seja fundamental na estratégia de controle que as plantas alimentícias devem incorporar. Destaca-se a nova aplicação da Tecnologia Oxyion na insuflação de paletes, auxiliando também no controle de possíveis patógenos presentes no produto ou na embalagem. (6,8).

Dessa forma, a tecnologia da Oxyion fornece suporte fundamental para políticas de higiene, segurança e planos de qualidade; sem o uso de produtos químicos e sem deixar resíduos. A Oxyion Technology também possibilita aumentar a biossegurança ambiental nas instalações, cuidando das pessoas que trabalham nessas instalações. Atualmente, a empresa está presente em mais de 10 países; subsidiárias nos EUA, Espanha, Peru e Chile e cerca de 5.000 instalações em operação.

  1. DEZ ANOS DE VIGILÂNCIA DA EPIDEMIOLOGIA MOLECULAR DE Listeria monocytogenes NO CHILE 2008-2017. Microbiologia de Alimentos 85 (2020) 103280.
    TECNOLOGIA OXYION: CRIANDO UM AMBIENTE SEGURO PELA ELIMINAÇÃO DE Escherichia coli 0157:H7, Listeria monocytogenes E Salmonella enteritidis EM FOLHAS DE ESPINAFRE. FSPT Food & Safety Process Technology. Estados Unidos, 2011.
  2. DESTRUIÇÃO DE Escherichia coli, Listeria E Salmonella EM BOBINAS DE REFRIGERAÇÃO, CARTÃO, MADEIRA, AÇO INOX E PLÁSTICO. FSPT Food & Safety Process Technology. Estados Unidos, 2007.
  3. MODELO DE RESPOSTA PARA INATIVAÇÃO DE Listeria monocytogenes EM PIMENTA AMARELA (Capsicum Annum) COM OXYION. FSPT Food & Safety Process Technology. Estados Unidos, 2006
  4. MODELAGEM DA SUPERFÍCIE DE RESPOSTA PARA A INATIVAÇÃO DE Listeria monocytogenes EM SUPERFÍCIES DE AÇO INOXIDÁVEL POR TRATAMENTO DE OXYION. FSPT Food & Safety Process Technology. Estados Unidos, 2006.
  5. EFEITO DA TECNOLOGIA OXYION SOBRE Listeria monocytogenes INOCULADA EM mirtilos EMBALADOS EM SACOS DE ATMOSFERA MODIFICADOS (MAP). Universidade do Chile. Chile, 2020
  6. AVALIAÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE OXYION PARA CONTROLE DE Listeria monocyotogenes EM PÊSSEGOS E KIWIS. Genética TAAG. Pimenta. Chile, 2015.
  7. EFEITO DA TECNOLOGIA OXYION SOBRE Listeria monocytogenes INOCULADA EM KIWIS EMBALADOS EM MAP SAGS. Universidade do Chile. Chile, 2019.

René Barril Gandolfo

Gerente Técnico da Oxyion 

rene.barril@oxyion.com 

info@oxyion.com

www.oxyion.com

Instagram: Oxiion

NOTA DO EDITOR: Até o momento, não há registro de casos de listeria cuja origem tenha sido atribuída à comercialização na indústria de mirtilo.

Artigo anterior

próximo artigo

POSTAGENS RELACIONADAS

Produtores de mirtilo do Zimbábue buscam acesso ao mercado chinês
A indústria de frutas vermelhas no México continua a crescer apesar dos desafios
Revolucionando a irrigação hidropônica de frutas silvestres – a solução 3 em 1