Polinização de mirtilo com abelhas, assunto de publicação científica

O Doutor em Ciências Biológicas Pablo Cavigliasso, Pesquisador do INTA Concordia e integrante do Programa de Apicultura do INTA (PROAPI), publicou na Revista Scientific Reports o artigo “Manejo preciso dos serviços de polinização para a cultura do mirtilo”. Este trabalho foi co-autoria de Negri, P.; Viel, M.; Graziani, MM; Challiol, C.; Bello, F. & Saez, A.

O artigo quantifica a eficiência da polinização, que pode ser melhorada se o manejo relacionado à intensidade de visitas das abelhas às flores de mirtilo, distribuição e cuidados com a saúde das abelhas for levado em consideração. Os dados mostram que, em média, as parcelas de polinização de precisão tiveram 70% mais visitas das abelhas às flores e produziram 13% mais frutos 12% mais pesados ​​e 12% mais firmes do que os obtidos por práticas convencionais.

Embora a área destinada a culturas dependentes de polinizadores esteja aumentando, sua disponibilidade está diminuindo, causando problemas em muitos agroecossistemas. Por esta razão, os produtores agrícolas que dependem de polinizadores frequentemente alugam colmeias para atender às suas necessidades de polinização para manter a produtividade dos frutos. No entanto, a eficiência desses sistemas de polinização não foi amplamente estudada.

Com base no trabalho vinculado entre INTA, EEA Concordia, UN Comahue, UNMP e Beeflow INC. O problema foi abordado utilizando como modelo de estudo as lavouras de mirtilo da região de Salto Grande, comparando o efeito da polinização de “precisão” (ou seja, aplicação de agrotóxicos coordenada com os produtores, auditoria das colmeias, suplementação alimentar e distribuição individual de colmeias) com práticas convencionais (ou seja, aplicações de pesticidas sem coordenação com produtores e sem auditoria de colmeias, baixa manutenção de colmeias e colmeias distribuídas em grandes grupos) acima do nível médio de polinização (visitas de abelhas), produção e qualidade dos frutos em diferentes parcelas produtivas.

Em nove campos de mirtilos, foram mensurados a taxa de visitas das abelhas às flores, a porcentagem de formação dos frutos, a firmeza e o peso dos frutos. Em média, as parcelas de polinização de precisão tiveram 70% mais visitas das abelhas às flores e produziram 13% mais frutos que eram 12% mais pesados ​​e 12% mais firmes do que as práticas convencionais. Esses resultados mostraram que a eficiência da polinização pode ser melhorada se o manejo relacionado à força, distribuição e cuidados com a saúde das abelhas for levado em consideração.

A versão em inglês do artigo completo pode ser encontrada no seguinte link, clique aqui Devido a esses resultados, incentivamos os produtores e apicultores a incluir práticas de polinização de precisão para aumentar a produtividade dos campos de mirtilo e o bem-estar das abelhas nos agroecossistemas.

Artigo anterior

próximo artigo

POSTAGENS RELACIONADAS

Freshuelva trata do problema do acondicionamento e do seguro das frutas ...

Peru: a evolução de uma super marca

Produção de mirtilo no México cresce 5 anos consecutivos