Espanha: Huelva é a província com maior crescimento das exportações da Andaluzia

Segundo dados da Extenda, as exportações de Huelva aumentaram 9% em relação ao período entre janeiro e outubro de 2020.

A província de Huelva, a principal área produtora de mirtilo da Espanha, atingiu 1.244 milhões de euros em frutas e legumes exportados de janeiro a outubro de 2021. Esta área representa quase um quarto do total exportado pela Andaluzia (24.5% do total), aumentando as vendas no exterior em 9% de acordo com os últimos dados publicados pela Estender

A Andaluzia, a comunidade independente da qual Huelva faz parte, gera dois em cada cinco euros das exportações de frutas e legumes da Espanha. Durante o referido período, exportou 5.002 milhões de euros, um recorde de vendas desde que os registos foram mantidos (1995), aumentando 3.8% em relação ao período de 2020.

Na próspera região, a província de Almería lidera as receitas das exportações, gerando 50% do total alcançado pela Andaluzia. Depois de Almería e Huelva, as províncias que mais venderam no exterior foram Málaga, Granada, Cádiz, Córdoba e Jaén.

Os produtos mais exportados na região da Andaluzia foram Pimentas (632 milhões) e morangos (541 milhões), cujas vendas cresceram 17.5%, o maior aumento entre os 10 produtos agroindustriais mais vendidos na região. Tomate, pepino, framboesa, abacate, abobrinha e melancia completam a lista.

Os mirtilos tiveram resultados mistos no período de janeiro a outubro de 2021. Os mirtilos e mirtilos, nono no ranking, foram exportados por um total de 165 milhões de euros, diminuindo as vendas em 16.3% em relação ao período de 2020. Tintos, que completam os dez primeiros , vendeu 120 milhões de euros, crescendo apenas 0.8%.

No entanto, a surpresa foi a variedade de mirtilos grandes que exportou um valor total de 73 milhões de euros, 57 vezes mais do que em 2020.

Os principais mercados da Andaluzia foram Alemanha (1.534 milhões de euros), França (844 milhões), Reino Unido (710 milhões), Holanda (494 milhões) e Itália (228 milhões). Destaca também o crescimento das exportações para outros países europeus como Hungria, que aumentou 119%, Irlanda (32.8%), Eslováquia (37.2%) e Noruega (29.2%).

fonte
Catalina Pérez R.- Consultoria Mirtilos

Artigo anterior

próximo artigo

POSTAGENS RELACIONADAS

Dia Mundial das Abelhas se concentra na proteção de polinizadores

Linhas de batalha desenhadas para o confronto da taxa de envio

A Westfalia aumenta as credenciais verdes ao obter o credenciamento do CAR...