Disse o gerente geral da ACP, Alfredo Lira

A Agrícola Cerro Prieto tem testado novas variedades de mirtilo com maior durabilidade

(Agraria.pe) Ao final desta campanha 2022/2023, a Agrícola Cerro Prieto (ACP) teria produzido 24.000 toneladas de mirtilos (21.000 toneladas próprias + 3.000 toneladas de sua subsidiária Qali Fruits, localizada no distrito de irrigação de Santa Rosa, em Lima).

Isso foi apontado por seu gerente geral, Alfredo Lira Chirif, que destacou que 90% da produção, ou seja, 21.600 mil toneladas, teria sido exportada, o que significa um aumento de 96% em relação às 11.000 mil toneladas embarcadas na campanha anterior (2021/2022).

Explicou que este importante crescimento se explica pelas novas plantações que entram em produção, bem como pelas plantações que estão a entrar na maturidade, para as quais os seus rendimentos produtivos são maiores.

Lira Chirif disse que o principal mercado de destino dos mirtilos exportados por seu cliente são os Estados Unidos, que respondem por 98% do total.

Indicou que a Agrícola Cerro Prieto possui 1.500 hectares de mirtilos (1.350 ha em Chepén e 150 ha na irrigação de Santa Rosa). Dessa área total, 200 ha são convencionais e 1.300 ha são orgânicos.

Ele destacou que, no momento, a empresa não planeja aumentar suas áreas de mirtilo, mas está testando novas variedades (principalmente de Fall Creek e Hortifrut), todas patenteadas, para substituir dentro de alguns anos algumas variedades que se tornaram obsoletos como Ventura e Biloxi.

Ele explicou que uma das principais características buscadas nas novas variedades é que elas viajem e tenham maior prazo de validade, o que permitirá à empresa destinar suas frutas a mercados mais distantes, como a China.

Sobre os packing houses que a empresa tem em Chepén e Santa Rosa, ambos para o cultivo de mirtilos, disse que o primeiro já está operacional, enquanto o segundo foi concluído no final da campanha do mirtilo, mas está pronto para operar apenas começar a nova campanha. Espera-se que a empacotadora Santa Rosa preste serviços para outras safras e outros exportadores.

Artigo anterior

próximo artigo

POSTAGENS RELACIONADAS

México: Tudo pronto! Aproveite o Berry Festival 2024 em Zacatlán,...
O futuro da agricultura no Peru depende do cuidado das abelhas: isso...
“Na crise peruana, e agora no México, 80% é consequência da gestão...