Ica planeja exportar mais de 7.416 toneladas de mirtilo peruano

Em maio (primeiro mês da campanha de 2021), foram certificadas 21.65 toneladas do produto.

O Serviço Nacional de Saúde Agrária (Senasa) anunciou que a região de Ica deu início à campanha de exportação de mirtilo de 2021, com o objetivo de superar as 7.426 toneladas alcançadas na safra passada.

Segundo dados oficiais do Senasa, no primeiro mês da campanha de 2021, foram certificadas 21.65 toneladas desse produto. Os primeiros embarques foram para Holanda (15.504 toneladas), Tailândia (5.43 toneladas), Emirados Árabes Unidos (0.72 toneladas).

Os principais países de destino dos mirtilos são Estados Unidos, Holanda, China, Inglaterra, Reino Unido, Canadá, Hong Kong, Espanha, Taiwan, Tailândia, Bélgica, Brasil, Cingapura, Emirados Árabes Unidos, Panamá, Kuwait, Costa Rica, El Salvador e Guatemala.

A campanha de exportação dessa fruta na região de Ica acontece entre os meses de maio e dezembro de cada ano. Durante isso, a Senasa executa diversas atividades e planos de trabalho para garantir que o produto esteja livre de pragas e atenda aos requisitos sanitários e fitossanitários exigidos pelos países importadores.

Os principais locais de produção de blueberrie na região são em Ica, Pisco e Pampas de Villacurí onde se cultivam mirtilos de diferentes variedades como ventura, biloxi, magic, bella, esmeralda, bonita, rocio, springhigh, ozblu raquelle, snowchaser.

Com o apoio técnico da entidade de saúde, este produto peruano se tornou a nova joia das agroexportações em Ica e em outras regiões produtoras como La Libertad, Lambayeque, Piura, Ancash e Lima.

Artigo anterior

próximo artigo

POSTAGENS RELACIONADAS

Avanço da temporada 2020-2021: 133% crescem exportação de frutas frescas ...

África do Sul: busca atingir 55.000 toneladas de exportação de mirtilo ...

Chile: Fedefruta reeleita Jorge Valenzuela para presidir o sindicato