Embalagem sustentável para frutas vermelhas

SP Soluciones Agrícolas e Indesla lançam contêiner sustentável para frutas vermelhas e outras culturas.

Eles combinam bases de papelão ondulado ou papel, 100% biodegradável, com tampas de R-PET, plástico reciclado e reciclável.

A combinação das tecnologias de ambas as empresas reduz substancialmente seu tempo de manipulação e seu custo.

A empresa de Huelva SP Soluciones Agrícolas e sua sócia Indesla se uniram para resolver um dos principais problemas das embalagens de papelão para frutas vermelhas. "A necessidade de bagas eles são vistos pelos consumidores nos pontos de venda, são confrontados com a sustentabilidade das cubas e seu manuseio ”, explica José Manuel Pecero, diretor comercial da SP Soluciones Agrícolas.

E a alternativa é combinação de um suporte 100% biodegradável, feito de papelão ou papelão ondulado, com uma tampa R-PET, plástico que já foi reciclado e pode ser reciclado novamente. As primeiras são transformadas pela Strong Pack, divisão de embalagens de papel e cartão da SP Soluciones Agrícolas, enquanto as últimas são fabricadas pela Indesla.

“Com essa sinergia não só obtemos embalagens sustentáveis, também conseguimos acabar com o tempo perdido no manuseio deles e continuamos a ser muito competitivos em preço ”, acrescenta Pecero, que destaca que justamente o custo e as dificuldades no manuseio são os principais inconvenientes que os produtores de frutas vermelhas veem na oferta de embalagens sustentáveis ​​existentes no mercado até hoje.

A SP Soluciones Agrícolas e Indesla colocarão à venda para esta campanha 2020/2021 cinco banheiras diferentes, com capacidades de 125 gramas a 1 quilo, que pode hospedar, além de mirtilos, framboesas, morangos e amoras, frutas de caroço, tomates ou tomates cereja.

Artigo anterior

próximo artigo

POSTAGENS RELACIONADAS

Exportações de mirtilo do Peru crescem 30% em volume e 26% em valor...

Juan Pablo Bentín: "Nas dunas de Pisco, o mirtilo se desenvolveu...

Chile: Impacto dos micro e nanoplásticos nos agroecossistemas está em...