Chile registra aumento nos embarques de frutas frescas até o momento na safra 2020-2021

Entre 1º de setembro e 26 de outubro de 2020, o Chile enviou 15.375.013 caixas de frutas frescas para diferentes mercados ao redor do mundo, de acordo com informações estatísticas da Associação de Exportadores de Frutas do Chile AG (Asoex). Com isso, até o momento, na safra 2020-2021, o país registrou aumento de 2,85% nos embarques em relação ao mesmo período do ano anterior.

Do total exportado, 34,9% foram para os Estados Unidos, 34% para a Europa e 23,4% para a América Latina. Por sua vez, a Ásia respondeu por 6,3% do total enviado ao mundo, o Canadá 1,3% e o Oriente Médio 0,1%.

Em termos de espécies, os abacates lideram os embarques com 37,2% do volume total embarcado até o momento, seguidos por tangerinas 26,5%, maçãs 16%, laranjas 6,4%, Kiwis 4,3%, 3,8% limões, 3,5% mirtilos, 1,5% peras e 0,6% toranjas, entre outras frutas.

Quanto às cerejas, já foram enviadas 481 caixas para a China. Cabe destacar que o Chile é o principal fornecedor de cerejas frescas, principalmente durante o Ano Novo Chinês, que será comemorado em 21 de fevereiro de 2021.

Conforme indicado pela SimFRUIT, durante a temporada 2019-2020, o Chile enviou 228.586 toneladas de cerejas do mundo para o mundo, com um aumento de 27% em relação ao período anterior. Desse volume, 207.352 toneladas foram destinadas à China.

Artigo anterior

próximo artigo

POSTAGENS RELACIONADAS

Dia Mundial das Abelhas se concentra na proteção de polinizadores

Linhas de batalha desenhadas para o confronto da taxa de envio

A Westfalia aumenta as credenciais verdes ao obter o credenciamento do CAR...